O Filme João o maestro, todo brasileiro merece ver.

Publicado em 27/08/2017


O filme João, que estreou nos cinemas do Brasil no mês de agosto 2017, dirigido por Mauro Lima estrelando Alexandre Nero, Rodrigo Pandolfo e Alinne Moraes. É um filme que todo brasileiro precisaria assistir. Uma história de superação, onde a historiografia do maestro João Carlos Martins, desde a sua infância, mostra um talento musical de reconhecimento mundial, primeiro pela maestria no piano, tendo sido considerado o maior interprete mundial para piano da obra de Bach, na década de 60 a 70. Eu particularmente  que sempre estive ligado à música não conhecia a projeção de João Carlos Martins como pianista. Passei a conhecer o  trabalho dele nos domingos, pelo programa de TV Cultura “Clássicos”. Depois pela ascensão de seu trabalho social através das orquestras para jovens de periferias, um projeto financiado pelo Sesc.

No filme, o menino concentrado e com uma capacidade incrível de estudar piano, que assustou a sua própria professora que mais tarde ela mesma se encarregou de procurar um professor mais avançado para o João. Daí, com seu novo professor, ainda criança e depois jovem foi para o topo. Conquistou o mundo. Durante sua ascensão, já nos Estados Unidos, João passa por acidentes que compromete sua mão direita e depois quando volta ao cenário mundial, outro acidente o tira dos grandes palcos do mundo, até chegar à posição de Maestro.

Como é bom ver um filme que homenageia a pessoa em vida. João Carlos Martins ainda hoje está brilhando, e graças a uma emissora estatal que é a Cultura, podemos assisti-lo com freqüência.

Mas ao assistir o filme, fiquei pensando como que em nosso país os grandes talentos são desconhecidos dos próprios brasileiros. Um país cheio de grandes talentos que ainda se encontram no anonimato. Pensei também sobre o processo de superação de João Carlos Martins, que me fez se posicionar no aqui e agora com mais otimismo, sabendo que ainda tenho muito que fazer e transformar. Os limites da vida no filme são estímulos para a busca de novos caminhos. Não ficar apegado a um passado, mas potencializar o que temos no presente.

Este é um filme de um brasileiro que triunfou, para nós brasileiros que passamos por uma etapa de vida sócio/política/cultural, nada animador. Precisamos nos superar nos nossos limites e buscarmos caminhos para sairmos das crises pessoais, sociais e existenciais. Hoje João está a todo vapor fazendo emergir novos músicos com seu belíssimo projeto social. Um sábio que transforma seus limites físicos em serviço, e constrói longa vida, vida longa para si e para muitos. Muito obrigado João Carlos Martins



Compartilhe:

 




Visitas: 199

Entre em contato