Vocação paterna

Publicado em 09/08/2019

        
O dia dos pais sempre abre a possibilidade de pensarmos sobre a paternidade, tendo em vista que não basta ser pai biológico, é necessário ter o sentimento paterno. Mesmo que a figura do pai carregue uma forte imagem racional, desprovida de emoção, o pai traz muitos elementos afetivos estruturantes para a vida de uma pessoa. Observem como as comemorações do dia dos pais são bem diferentes das do dia das mães. Neste, a emotividade aflora, naquele, há menor força de expressões emocionais, inclusive nas publicidades. Porém, na configuração da estrutura psíquica de uma pessoa, a figura do pai é imprescindível, lógico que é melhor se ela for associada ao sentimento paterno.

Minha experiência pessoal

Mas hoje quero simplesmente trazer uma experiência pessoal, de um ciclo de paternidade rastreado da minha trajetória histórica. Meu avô paterno não representou muito significado em minha existência, pela forma que absorvi minha história, sempre entendi que era uma pessoa neutra, quase inexistente, como se ele fosse apenas um pai biológico, e ficou ressaltada, para mim, a pessoa da avó paterna como força de condução. Depois, veio a pessoa de meu pai Manoel, já falecido, que evoluiu um pouco mais na condição de pai, mas que ainda foi desprovido de vínculo afetivo espontâneo, uma presença contínua e responsável, porém, sem força de vínculo afetivo, algo do tipo mais prático. Inclusive meu pai nunca se lembrava da data de meu aniversário, e acredito que nem mesmo dos seus outros seis filhos. Mas esta demanda, respeitada a percepção da realidade de meu pai, não me trouxe consequências funestas, principalmente depois de um bom processo analítico.

Tornei-me pai biológico de três meninos, Samuel, Davi e Hélder, e ao longo dos anos fui me estruturando na paternidade. Com certeza evoluí em relação ao meu avô paterno e ao meu pai, pelo menos nunca esqueci a data do aniversário de cada um, e lógico que muitas outras ações afetivas emocionais que me tornaram um pai presente. Lembro que, no dia do Samuel e do Davi partirem para a universidade, chorei muito o dia todo, e até hoje estes três meninos estão cravados na minha alma.

Agora, com o nascimento da Luna,  filha do Samuel e da Gabriela, minha nora, observando a forma do Samuel cuidar, dar atenção, observações que faço por vídeos, que eles mandam com frequência, pois moram há mais de 1300 Km de distância, vi que meu filho tornou-se um pai muito melhor que eu. Estive na casa deles no primeiro mês de vida da Luna e fiquei admirado de ver como o casal estava unido no cuidado da filha. Vi o quanto houve uma evolução de paternidade em relação a minha paternidade, eu não dei tanta atenção a eles (filhos) como o Samuel está dando à Luna e também à própria esposa Gabriela. Nós vamos envelhecendo e temos a tendência de achar que as novas gerações não são capazes de assumir compromissos da forma com que assumíamos. Mas, ao contrário, como me causou uma enorme satisfação de perceber o quanto meu filho tornou-se um pai melhor do que eu mesmo sou.

Avancemos  na construção de afetos e vínculos de amor no seio familiar!

Nesta minha experiência atual, pude associar o processo de aprendizado e de formação do “DNA cultural” do ciclo evolutivo da paternidade. Através de um breve recorte de minha história, de meu avô paterno ao meu filho mais velho, vejo que existe a possibilidade de avanços na construção de afetos e vínculos de amor no seio familiar. Diante de cenários caóticos e de contínua ameaça à instituição familiar, entendida nas suas mais variadas maneiras de existir, posso deixar a esperança rebrotar em mim, a esperança de que as forças dos vínculos afetivos em família cresçam, e é desta força que encontraremos caminhos para continuar acreditando na Divina estrutura familiar. Dos diferentes núcleos familiares brotam sim o fortalecimento da sociedade. Este ciclo da paternidade que faz evoluir posturas e crescer vínculos de amor e justifica, para enfim, comemorarmos o dia dos pais com um olhar para além dos presentes e das publicidades.

Que neste dia dos pais você possa revisitar sua história e observar nela traços de evolução do sentido da paternidade para a sua família e para a humanidade.

Feliz dia dos pais.





Compartilhe:

 




Visitas: 499

Entre em contato