• 001 - ThinkingCreated with Sketch.
    O Psicólogo

  • O Consultório


  • Artigos

  • Vídeos


  • Notícias


  • Ócio Criativo


  • Contato



Socorro! Meu tempo, não dá tempo

Publicado em 17/06/2024

A questão do tempo sempre entra na ordem do dia. Cotidianamente, vamos ouvir pessoas dizendo que o tempo não passa, com frases do tipo “Chega 17:30, mas não chega 18:00” quando estamos em algum comércio e o funcionário já está contando com a hora de terminar o expediente. Ou no jogo de futebol, quando o cronômetro parece acelerar enquanto o time para o qual torcemos está perdendo e parece não andar quando está ganhando, ainda mais se o adversário estiver atacando de forma sufocante. Pessoas dizem que o dia passa voando, outras ficam entediadas porque o dia não passa. Para alguns, uma noite de 8 horas de sono passa como se fosse um segundo e, para outros, parece uma eternidade.


A relatividade do tempo


Quando associamos a dimensão do tempo com os aspectos comportamentais de cada um, chegamos à conclusão de que o tempo não existe dentro de uma perspectiva cronológica de segundos, minutos, horas. Cada pessoa relaciona o tempo conforme suas perspectivas pessoais. Se estou intenso no que faço, o tempo voa e, se faço algo sem vontade, o tempo não passa. Assim, temos a dimensão do envolvimento emocional no que estamos fazendo.


Atualmente, podemos perceber o quanto o envolvimento nas redes sociais trouxe esta perda de controle sobre o tempo. Já me peguei imerso no Instagram, lendo notícias, clicando em fofocas e fazendo postagens ao ponto em que, quando parei para pensar, já estava ali há mais de duas horas. Parece que, inclusive, as redes sociais nos levam a uma perda do controle de nosso tempo.


Quando nos projetamos para algo que ainda vai acontecer bem no futuro, como no caso de um show que pagamos para assistir, criamos a sensação de uma boa espera, que pode até gerar muita ansiedade para que a data chegue logo até que, no dia em questão, levamos um susto por parecer que chegou muito rápido.


E eis que surge a pergunta: Você teve a sensação de que o tempo joga contra você?


Geralmente, temos esta sensação quando não conseguimos nos organizar minimamente nas atividades que somos chamados a realizar no dia-a-dia. Quando nos pegamos em prejuízo por não termos conseguido realizar uma tarefa específica, criticamos que o tempo a nós atribuído foi pouco, ou que o tempo joga contra nós. Como se a culpa fosse do tempo.


A relação do tempo com as escolhas pessoais


Seria muito estranho se vivêssemos sem a noção do tempo - e que invenção fantástica esta do relógio, que nos norteia. Mas podemos entender que, na prática, o uso do tempo passa por uma dimensão de escolhas pessoais. Tudo bem que precisamos definir horários para tudo, até quando estamos em dias de descanso. Até para descansarmos usando criativamente nosso tempo, precisamos nortear o início e o fim das atividades. Mas, no fundo, o tempo, na dimensão emocional, passa pelo posicionamento de escolhas. De escolher fazer aquilo que se está fazendo.


Neste sentido, não vamos conseguir exigir ou esperar de uma criança e/ou adolescente a espontaneidade sobre o controle do tempo no que se está fazendo. Em uma festa, ou em uma interação com amigos, crianças brigam com os pais quando estes colocam um limite no tempo de brincar (principalmente quando numa festa), levando a choros e manhas quando define-se a hora de ir embora. Adolescentes também vão priorizar o que estão fazendo e focando todo o tempo do mundo em determinada atividade, como estar entre amigos em uma balada ou jogar online. Entre crianças e adolescentes, o tempo é um processo que depende de terceiros para controle, delimitação. Mas, para adultos, que supostamente possuem autonomia de escolha, o tempo já não vai depender de terceiros, e, se assim for, é sinal de falta de autonomia por suas escolhas pessoais.


Podemos afirmar que as pessoas que conscientemente escolhem o que fazem e como vivem terão maior facilidade em lidar com o tempo. Do contrário, estarão sempre pedindo socorro pela falta deste.


Compartilhe:

 




Visualizações: 66

Contato

Site seguro

https://abarcapsicologo.com.br/ https://abarcapsicologo.com.br/