Amazônia e a Árvore

Publicado em 04/05/2016



Se minha dor está no seu não existir, como poderei deixar de sofrer se não continuas mais?

Lá no primeiro mundo, uma árvore tombada é escândalo. Eles já as perderam e desesperados ficam a procura de árvores frondosas.

Mas aqui nos incomodamos com o incômodo deles, dizemos que este é um problema nosso.

Nossa imagem para eles é a de que uma árvore tombada vale mais do que mil boas ações que fizermos.

Deles poderíamos abstrair tudo aquilo que o tempo lhes mostrou, de também ficarmos indignados com uma única árvore tombada.

Pode parecer pouca coisa, uma única fortaleza destruída. Mas quantos anos de processo para ficar frondosa? Cem, duzentos, trezentos, quinhentos. Em minutos um adeus.

Se minha alma não se indigna com uma de vocês tombada, como poderei dizer que tenho alma?

Sem alma ficamos, quando indiferente pensamos que esta destruição não nos pertence.

E se não nos atermos e determos, é melhor que esta soberania chamada Amazônia seja patrimônio do planeta, gestado por todos independentemente da nação.

Lógico que desejamos o orgulho de termos a ti, a maior floresta do planeta, mas se não a merecemos melhor que nos tirem, para que continues existindo.


Compartilhe:

 




Visitas: 291

Entre em contato